fbpx
adult books business coffee
Começando um negócio: vale a pena fazer um site?
Está começando um negócio e está em dúvida se cria um site agora ou deixa pra depois? Essa explicação irá sanar a sua dúvida!

Por Victor Matheus Amaral

Co-founder & Diretor de Criação

Começando um negócio: vale a pena fazer um site?

Para que serve um site exatamente?

Existem 4 finalidades para um site:

Informativo: blogs e portais de notícia.

E-commerce: loja virtual e marketplace

Catálogo eletrônico: se parece com um e-commerce, mas a diferença é que o processo de compra não é feito dentro do site.

Hotsite:
se parece muito com um site, mas a diferença é que ele é sazonal e pode ser específico para uma única campanha de marketing. Comumente é confundido com Landing Page.

Site Institucional:
é o mais comum para empresas, pode ser usado como caráter informativo e para captura de contatos.

Landing Page:
é uma página única, voltada para ações de marketing com o uso exclusivo para captura de contatos.

Por que um site “é caro”?

Sim, um site, a depender do seu escopo, pode requerer um investimento elevado, mas irei te dar explicar alguns motivos pra isso:

1) Desenvolvimento

Cada plataforma de desenvolvimento de site (WordPress, HubSpot, Shopify, WooCommerce, Webflow, Wix, entre outras) tem a sua complexidade. O desenvolvimento é o ponto crucial. Se um site não é desenvolvido da maneira correta, provavelmente ele não servirá para nada.

O desenvolvimento é dividido em 2 partes, vou fazer uma analogia para facilitar o entendimento:

Front-end

Imagine que você está em um restaurante. Você se senta e logo chega o garçom para te atender.

Ele te apresenta o cardápio e mostra todos os pratos disponíveis do restaurante. Você então solicita que ele prepare uma lagosta. Ele anota o seu pedido e vai até a cozinha passar para o cozinheiro.

Back-end

O cozinheiro recebe o pedido e então analisa se tem os ingredientes na dispensa.

Tudo certo para preparar a lagosta. Então o cozinheiro começa a preparar a lagosta e avisa o garçom (front-end) que ficou pronto. Logo o garçom vai até a sua mesa e entrega o prato conforme você pediu. 

Agora, imagine que você tenha chegado no restaurante, o garçom demora mais de 20 minutos pra te atender. Você pede lagosta e diz pra não colocar pimenta. O garçom vai até a cozinha, entrega seu pedido e volta com uma moqueca de surubim apimentada.

Provavelmente nunca mais você voltaria naquele estabelecimento.

Percebe como é importante a parte de desenvolvimento?

Existem plataformas em que qualquer um consegue montar um site. Mas é claro, é só o “arroz e feijão”. Às vezes não chega nem ter o ”feijão”.

2) Hospedagem

Existem pessoas que costumam achar que fazer um site resume-se em pagar para faze-lo e fica por isso mesmo. Não é bem assim. É como abrir uma loja física. Você terá que pagar impostos para que possa continuar funcionando.

No caso, a hospedagem é paga à plataforma onde o site está hospedado e é uma taxa que varia de acordo com o pacote e a plataforma. Além disso existe outro custo que é o domínio, isto é, o nome (URL) do seu site. É necessário pagar para usar um nome.

3) UX/UI Design e Copywriting 

Fazer um bom site envolve tornar a experiência das pessoas a melhor possível. Por que quando você vai numa loja de departamento de roupas elas estão separadas de acordo com a categoria? Ou num supermercado em que as gôndolas estão organizadas de acordo com itens necessários em uma casa? Isso é a experiência do usuário (UX). 

Imagina você ter que ficar andando de lá para cá e ainda não achar o que você procura?

O objetivo do UX/UI é tornar a experiência de um usuário muito mais prática e prazerosa.

O copywriting, além de servir em conjunto com o UX, também influencia no rankeamento do Google.

Quais são os benefícios em ter um site?

Ser encontrado no Google

Um site pode fazer você aparecer no Google e é melhor ainda se for na primeira página. Existem técnicas e uma metodologia para que seu site apareça no Google. Seu site não vai aparecer simplesmente depois de feito. Pode demorar meses.

Essa técnica é baseada no algoritmo do Google que é quem classifica o rankeamento do seu site.

Pessoas estão a todo momento buscando resolver um problema ou encontrar o que procuram no Google.

No Instagram você só está consumindo conteúdo. Lá você não procura por “qual tipo de shampoo é indicado para cabelo liso?” ou por “ loja de castanhas em Montes Claros”. Quando você procura na barra de pesquisa do Instagram, você já sabe do que se trata ou alguém já te deu o direcionamento.

Criar autoridade

Ter um site é indiscutivelmente criar autoridade. O site te torna profissional e te diferencia do seu concorrente.

Aumentar as vendas

Nós estamos atravessando a maior virada digital do século. Nunca se viu tanto negócio migrando pro digital. As pessoas estão comprando online cada vez mais. É muito mais rápido, prático e cômodo pra quem compra e pra quem vende.

Gerar mais negócios

Aqui eu falo a respeito de sites institucionais que são voltados para quem presta serviço. Um site é o espaço de mostrar o seu trabalho, o seu negócio, o que você faz, quais os resultados que você já obteve, quem fala bem de você, quais empresas você já atendeu e por aí vai. Isso é o que influencia na tomada de decisão de quem te procura para prestar um serviço.

E todo esse processo de gerar mais negócios e aumentar as vendas podem ser consideravelmente ampliados quando ocupa as primeiras páginas do Google, o que gera tráfego orgânico e ainda investe em tráfego pago.

Quando um cliente me pergunta: “ será que compensa?” Eu sou sempre claro e honesto. Retorno a pergunta: você tem a capacidade de investir?

O potencial de um site é tão grande quanto uma loja física. A capacidade de gerar resultados a curto prazo é ainda maior do que ter um negócio físico . É claro que um site por si só não vai gerar resultados rápidos, devem ter ações de marketing por trás dele.

E é por isso que eu só recomendo site para quem já tem capital. Caso contrário o retorno do investimento seria muito mais demorado.

Mas há alternativas mais baratas, como fazer uma landing page. A desvantagem desse tipo de site é que ele quase nunca rankeiam no Google.

Está começando um negócio e está em dúvida se cria um site agora ou deixa pra depois? Essa explicação irá sanar a sua dúvida!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Quer receber os melhores conteúdos direto do seu e-mail?

Assine a nossa newsletter!

Artigos para você

Vendas

Como vender para quem não quer comprar

Existem 7 situações chaves que definem o sucesso de uma venda. Aprenda como não perder as oportunidades, mesmo quando o cliente não quer comprar.